Notícias

28 jul 2022

Como prevenir ataques cibernéticos?

Embora este seja um assunto frequente, os ataques cibernéticos continuam acontecendo. Isso leva a crer que ainda falta conscientização sobre os riscos e, principalmente, de como prevenir os ataques. Pensando nesse cenário e, como forma de contribuir para empresas e profissionais, preparamos um conteúdo sobre como prevenir os ataques cibernéticos, por meio da cibersegurança.

Os ataques cibernéticos acontecem de forma maliciosa, invadindo a vulnerabilidade dos sistemas de uma empresa. Esses ataques ameaçam roubar, alterar, destruir, desativar, obter acesso ou fazer uso indevido de informações, ou seja, ingressando em locais não autorizados.

Atualmente, praticamente todas as organizações possuem um sistema operacional, ou seja, de Tecnologia da Informação (TI), o que inclui rede de computadores e seus ativos que compõem um sistema de conectividade, como switches, pontos de acesso e roteadores para operar, além dos servidores, desktops, laptops, impressoras e outros dispositivos móveis que completam uma arquitetura tecnológica.

Mesmo com o avanço das novas tecnologias, infelizmente, esses dispositivos também podem apresentar riscos, se não houver uma boa gestão. Mas isso pode ser reduzido, se houver consciência dos riscos e a devida proteção.

O que uma empresa pode fazer para prevenir os ataques cibernéticos?

Algumas medidas podem ser tomadas para prevenir os ataques cibernéticos, como a implementação de um cronograma de backup de dados: isso pode ser resolvido com o armazenamento de dados em nuvem, o que permite que todos eles estejam em segurança.

A segunda sugestão é contar com um bom parceiro de segurança, ou seja, uma empresa que ofereça diferentes soluções e serviços de cibersegurança, consultoria e prevenção à fraude, a fim de combater e evitar os ciberataques que podem trazer tantos danos às empresas, muitas vezes, imensuráveis.

Como prevenir os ciberataques?

1. Quebre o padrão do ataque cibernético

O que significa isso? Prevenir, detectar ou interromper o ataque cibernético na primeira oportunidade limita o impacto nos negócios, ou seja, frequentemente, os invasores usam ferramentas e técnicas comuns. Sendo assim, tenha uma forma de defesa em profundidade, o que garante mais resiliência à sua organização para lidar com ataques que usam ferramentas mais personalizadas.

2. Reduza sua exposição usando controles de segurança essenciais 

Existem diversas maneiras de reduzir a exposição de dados da sua empresa:

  • Firewalls de limite e gateways da Internet. Eles estabelecem defesas de perímetro de rede, particularmente proxy da Web, filtragem da web, verificação de conteúdo e políticas de firewall, para detectar e bloquear downloads executáveis, bloquear o acesso a domínios maliciosos e impedir que os computadores dos usuários se comuniquem diretamente com a internet;
  • Proteção contra malware. Estabeleça e mantenha defesas contra malware para detectar e responder a códigos de ataque cibernéticos;
  • Gerenciamento de patches. A fim de corrigir vulnerabilidades conhecidas com a versão mais recente do software, para evitar ataques que explorem bugs de software;
  • Permitir listagem e controle de execução, impedindo que softwares desconhecidos sejam executados ou instalados, incluindo AutoRun em unidades USB e de CD;
  • Configuração segura que restrinja a funcionalidade de cada dispositivo, sistema operacional e aplicativo mínimo necessário para o funcionamento dos negócios;
  • Política de senha: certifique-se de que uma política de senha apropriada esteja em vigor e seja seguida por toda a equipe.

3. Atenue o estágio de ‘pesquisa’

Qualquer informação publicada para consumo aberto precisa ser filtrada, evitando brechas para que os invasores tenham acesso aos dados da empresa, como detalhes de software e configuração, nomes, funções, títulos de indivíduos e quaisquer dados ocultos. 

O treinamento dos usuários do sistema é fundamental para que todos estejam alinhados ao objetivo da empresa e, principalmente, com a segurança para todos. Eles precisam estar cientes dos riscos de discutir assuntos relacionados ao trabalho nas mídias sociais, por exemplo. As informações do ambiente de trabalho devem ser confidenciais. Isso pode ser combinado no momento da contratação.

4. Reduza o estágio de ‘entrega’

  • A proteção contra malware atualizada. Isso bloqueia e-mails maliciosos e impede que o malware seja baixado de sites;
  • Firewalls e servidores proxy podem bloquear serviços inseguros ou desnecessários e manter uma lista de sites ruins conhecidos;
  • Uma política de senhas tecnicamente aplicada impede que os usuários selecionem senhas fáceis de serem descobertas. Um sistema de segurança bloqueia contas após um número especificado de tentativas malsucedidas. Essas medidas protegem as contas dos usuários e mantêm um prazo para atualização das senhas;
  • A configuração segura limita a funcionalidade do sistema e deve ser aplicada em todos os dispositivos utilizados no negócio.

Sua empresa pode estar mais segura. Acertamos? Nós, da e-Safer, somos especialistas nessas áreas! Nossa missão é entregar as melhores soluções de forma ágil, inteligente, inovadora e otimizada, protegendo dados e informações, em uma realidade cada vez mais digital e conectada. Entre em contato conosco e saiba mais!

Cibersegurança e fraude