Notícias

21 jul 2022

Sua empresa está de acordo com as políticas de segurança exigidas?

As políticas de segurança e a proteção de dados sensíveis são pontos cada vez mais importantes no mercado e ambiente virtual.

Isso porque ciberataques e vazamentos de informações podem colocar a reputação de uma empresa em risco de maneira irreversível. Considerando isso, desenvolvemos este artigo, para que entenda melhor sobre as políticas de segurança nas empresas. Acompanhe!

O que são as políticas de segurança da informação?

Conhecida também como PSI, a política de segurança da informação é um documento que estabelece todos os princípios, padrões desejáveis de comportamento de utilização e diretrizes de cibersegurança de uma organização. Ela é aplicada na infraestrutura de TI, abrangendo toda a rede corporativa e os equipamentos de uma empresa.

Para isso, alguns princípios devem ser considerados. Veja:

  • Integridade: no que diz respeito à preservação dos dados sensíveis da empresa.
  • Confidencialidade: garante que as informações só sejam acessadas por pessoas autorizadas.
  • Disponibilidade: se relaciona à capacidade dos sistemas funcionarem plenamente, sem interrupções.
  • Confiabilidade: princípio que assegura que os dados armazenados nos sistemas sejam de qualidade e relevantes para as empresas.
  • Autenticidade: a garantia de total controle sobre quem modifica os registros e atualiza as informações.

Qual a importância de aplicar as políticas de segurança nas empresas?

Os dados são a principal ferramenta para que as empresas identifiquem insights, que permeiam tomadas de decisão estratégicas no dia a dia. Sendo assim, são um dos ativos mais importantes de uma organização.

Da mesma maneira que a tecnologia facilitou o armazenamento e manipulação dessas informações valiosas, essa evolução, por outro lado, também possibilitou a existência de hackers cada vez mais sofisticados. Por isso, caso não haja políticas de segurança da informação bem estruturadas, fica mais fácil para que os criminosos ultrapassem as barreiras da cibersegurança das empresas, roubando dados e trazendo outros prejuízos.

Essa proteção é realizada por meio de medidas básicas de segurança, como o treinamento dos colaboradores e suas interações com a tecnologia, além do desenvolvimento pleno das infraestruturas de TI das empresas.

Além disso, com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que tanto ouvimos falar recentemente, as organizações precisam redobrar a atenção e o cuidado com as informações pessoais de seus clientes. Isso porque a legislação exige que elas protejam esses dados. Com isso, uma política de segurança, além de proteger e evitar os ciberataques, garante que as empresas estejam resguardadas em relação às determinações da lei.

O que uma empresa pode fazer a favor de sua cibersegurança?

Algumas medidas podem ser tomadas para evitar os prejuízos relacionados à ausência de políticas de segurança. A primeira delas é a implementação de um cronograma de backup de dados, e isso pode ser cumprido com a computação em nuvem e a rotina automatizada.

A segunda é contar com um bom parceiro de segurança, que ofereça diferentes soluções e serviços de cibersegurança, consultoria e prevenção a fraude em canais digitais, a fim de combater e evitar os ciberataques que podem trazer tantos danos às empresas.
A boa notícia é: nós, da e-Safer, somos especialistas nesses campos! Nossa missão é entregar aos nossos clientes as melhores soluções de forma ágil, inteligente, inovadora e otimizada, protegendo dados e informações, em uma realidade cada vez mais digital e conectada.

Entre em contato conosco e saiba mais!